A Balada do Pistoleiro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Balada do Pistoleiro

Mensagem por Bahamute em Qui Jan 07 2010, 23:44

Vou começar a colocar aqui na sessão de artes, alguns contos que eu escrevi há tempos.

(no futuro colocarei alguns desenhos também!)

Pra começar, um conto bem curtinho.

A Balada do Pistoleiro (conto originalmente escrito em 28 de Janeiro de 2008)

O sol já estava se pondo, seus raios irradiavam as costas de Rufus que, por sua vez, fazia sombra em seu oponente, em pé, a uns três metros a sua frente.

Os dois se olhavam fixamente nos olhos, na cintura de Rufus, um cinto de couro batido com duas pistolas penduradas, uma de cada lado do corpo. Suas mãos estavam próximas a elas, preparada para sacá-las assim que preciso.

Rubens, seu oponente.

Um homem alto, musculoso, sempre usando uma fina camisa de seda azul, enfiada dentro das calças. Em seu rosto, um lenço cobria seu nariz e boca, e um chapéu sua cabeça. Somente os olhos frios e calculistas ficavam a mostra.

Rubens tinha matado 100.

Rufus não tinha matado nenhum.

Vagarosamente o sol ia se pondo, a sombra em Rubens ia aumentando e uma brisa gostosa de verão começou a soprar.

Janelas abertas começavam a se debater nas casas de madeira, que se estendiam de ponta a ponta na rua.

A terra seca do chão começava a formar pequenas nuvens de poeira.

Uma gota de suor correu pelo testa de Rufus, ele sacou as duas pistolas, dois disparos.

Rubens tinha matado 101.

_________________

We need change, we need it fast, Before rock's just part of the past, 'Cause lately it all sounds the same to me
avatar
Bahamute
Admin
Admin

Mensagens : 425
Reputação : 519
Data de inscrição : 05/01/2010
Idade : 33

Ver perfil do usuário http://supernova.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum